Comidas para cachorros

Alimentos ruins para cãesExistem alguns tabus com relação às comidas para cachorros. Você sabe quais são? Os alimentos para cães contaminados com melamina causam insuficiência renal e morte em cães. Mas um fato desconhecido para muitos proprietários é que também o alimento ser humano “mesmo em pequenas doses” pode ser igualmente letal.

As comidas para cães que são vistas como nocivas só aumentam

Em 2006, a Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade contra os Animais recebeu aproximadamente 116.000 ligações com relação a algum tipo de envenenamento. Quase 200 pessoas perguntaram sobre o xilitol, um popular substituto do açúcar encontrado nos doces, confeitos e chicletes.

E para raças como o Shar-pei, pesando aproximadamente 20 quilos, um pequeno pedaço de chocolate pode ser realmente perigoso.

As principais comidas para cachorros que são consideradas tabus

Álcool

O álcool reduz a função cerebral em cães e pode levar a um coma. Pode causar ainda mais danos, tornando o seu sangue ácido. Os cães não são equipados com enzimas protetoras que permitem aos humanos beber quantidades razoáveis ​​de álcool com segurança.

E como grande parte dos cães é menor que os humanos e mais sensível ao álcool, não é preciso muito para causar sérios problemas. A quantidade depende do tamanho do cão e do tipo de álcool que consome. Portanto, nem por diversão se pode dar álcool para um cão. Também tome cuidado com resíduos que ficam nos copos. Seu cão pode lamber e se contaminar.

CEBOLAS

O dano causado à hemoglobina canina é cumulativo. Então, pequenas doses ao longo do tempo podem ser piores do que comer uma cabeça inteira.

De fato, 600 a 800 gramas de cebola crua digerida de uma só vez, ou 150 gramas consumidos durante vários dias, podem causar anemia. Qualquer coisa com cebola, ou alho, contém o composto tiossulfato, e os cães não têm a enzima para digeri-lo. Ou seja, as cebolas fazem parte das comidas para cachorros que são consideradas tabus.

CAFÉ

Uma xícara de café é composta pelo metilxantina, que se liga aos receptores nas superfícies de uma célula.

Dessa forma, exclui compostos normais. A cafeína, sob qualquer forma – café, chá, refrigerante ou chocolate – pode aumentar a frequência cardíaca do cão. Com isso, gera um batimento cardíaco irregular e provoca convulsões. Também pode causar problemas gastrointestinais graves.

UVAS

Os toxicologistas descobriram que uvas e passas podem causar insuficiência renal grave. Embora a investigação continue, alguns suspeitam que a causa tem a ver com um composto solúvel em água que é impossível para o cão digerir, ou uma possível toxina fúngica. Mas o que os toxicologistas sabem é que apenas 10 passas ou uvas (de 255 a 0,9 kg) podem ser fatais.

CHOCOLATE

O produto químico, teobromina, pode ser fatal. Apenas 85 gramas de chocolate amargo ou 198 gramas de chocolate ao leite podem causar vômito em cães de 23 quilos. O chocolate também contém o composto metilxantina, que torna a combinação de teobromina e metilxantina uma mistura letal para nossos melhores amigos.

Os cães não metabolizam ou excretam a teobromina tão rapidamente quanto um ser humano, o que resulta em um acúmulo tóxico no sangue. Sinais de toxicidade do chocolate podem ocorrer em apenas algumas horas. Estas incluem: vômitos, diarreia, aumento da freqüência cardíaca, respiração rápida, tremores, convulsões e coma.

LEVEDURA

Tal como acontece com o álcool, o consumo de levedura pode causar danos fatais. Levedura ativa, que é encontrada na massa de pão crua, libera álcool ao mesmo tempo em que cresce.

O fermento desfruta de ambientes úmidos e quentes, como o estômago de um cachorro. A massa em expansão pode impedir que o sangue flua para o coração e, assim, dilatar o abdômen.

NOZES DA MACADÂMIA

Os especialistas ainda têm a tarefa de determinar por que apenas algumas dessas nozes podem causar tremores e até paralisia nas patas traseiras dos cães. O alto teor de fósforo nas nozes, em geral, pode formar pedras nos rins. Não é preciso muito: quatro ou cinco nozes e um cão de 4,5 quilos podem mostrar sinais de envenenamento. Como você pôde notar, as nozes da macadâmia fazem parte das comidas para cachorros que são tidas como tabus.

ALHO

O alho, independentemente do preparo, quebra as células vermelhas do sangue de um cão. Além disso, uma grande quantidade com o passar do tempo provoca anemia e insuficiência renal, devido à perda de hemoglobina. O motivo: os cães não têm a enzima necessária para quebrar o composto de tiossulfato.

Segundo a ASPCA, se um cão consome 0,5% do seu próprio peso em alho, pode ficar intoxicado. Em outras palavras, cinco gramas de alho por quilo resultarão em uma visita de emergência ao veterinário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *