Cães de raça pura são geneticamente inferiores, e a culpa é nossa!

Muitos donos de cachorros preferem cães de raça pura. E isso os leva a investir muito dinheiro em um animal, evitando todos aqueles que poderiam ser adotados gratuitamente de um canil ou mesmo das ruas.

Cachorros de pura raça

 

A mistura racial entre os cães não é uma devoção sagrada da maioria dos proprietários. Geralmente, eles querem ter cachorros de uma raça característica, com pedigree e uma estética que os identifique rapidamente.  E bem comum um proprietário buscar manter a integralidade da raça, um bom exemplo temos o cachorro Border Collie que está na primeira posição de inteligência,

O ser humano foi responsável por criar cachorros mais frágeis

Isto se deve, principalmente, ao fato de que os cachorros de raça pura, atualmente, estarem sendo criados com características muito diferentes da sua origem. Dessa forma, os problemas causados por características inatas aumentam, deixando-os mais frágeis e diminuindo a expectativa de vida destes cães.

Há várias razões pelas quais certos cães de raça pura podem ser muito úteis : guiar as ovelhas durante o inverno rigoroso, como guias para os cegos ou rastreadores de caça e catástrofes.

mistura de raças

No entanto, a maioria desses cães visa servir a propósitos domésticos, produzindo uma superexploração sem sentido e dois danos claros. Por um lado, todos os cães de raça geneticamente inferior são explorados por processos de reprodução. E, do outro, os cães que não são de raça e não encontram ninguém para adotá-los.

Cães de raça pura são mais propensos a doenças graves

cães de raça pura

Além disso, os puros possuem maior risco de doenças graves. De acordo com o Dr. Thomas Famula, professor de ciência animal na Universidade da Califórnia, “os puros-sangues são mais propensos a sofrer de distúrbios como catarata, hipotireoidismo e cardiomiopatia dilatada“.

Esta última doença, que afeta diretamente o coração, envolve um grande número de mortes entre a comunidade canina.

Nesse sentido, a evolução através da miscigenação pode ser uma solução. Pois são doenças hereditárias que podem ser deixadas para trás através da miscigenação. No entanto, uma vez que há uma clara obsessão com cachorros de pura raça, as pessoas não percebem a importância da miscigenação.

Este problema é ocasionado, em grande parte, pela endogamia. “A endogamia limita a diversidade genética e aumenta a possibilidade de passar uma doença para a próxima geração”, explica Marcos Derr, autor do livro “Como o cão se tornou o cão“.

A miscigenação é a resposta para a boa saúde canina

cachorros miscigenados

Também é mostrado que forçar um cão a se reproduzir com seus parentes aumenta a chamada homozigose, baseada em um gene recessivo causado por dois alelos idênticos.

E se somarmos a isso os maus-tratos sofridos pelo corte da cauda e das orelhas, muito comuns em algumas raças e que, além da dor, podem causar infecções, enfatizamos que isso está acabando com a verdadeira pureza: a pureza da Mãe Natureza.