Maltês – Guia definitivo da raça
26/12/2017
Cachorro para criança: como escolher a melhor raça?
28/12/2017

Dachshund (Basset, Teckel, Salsicha ou Cofap) – Guia definitivo da raça

Graças a aparência quase divertida, Dachshunds têm sido um tema predileto de desenhistas e fabricantes de brinquedos;
O Dachshund existe em dois tamanhos, três tipos de pelagem e uma enorme multiplicidade de cores e manchas, o que quer dizer que há um Dachshund para quase todo mundo;
Um Dachshund foi amuleto dos Jogos Olímpicos de Munique em 1972 – O cão Waldi foi o primeiro amuleto oficial em Olimpíadas;
A rainha Victoria amava os Dachshunds, era uma das suas espécies prediletas e por causa dela se tornaram famosos na Inglaterra;
Nas terras brasileiras eles ficaram conhecidos como “Cofap” em função de uma marca de suspensões automotivas que empregam o Dachshund como garoto propaganda;
Seu apelido de “Salsicha” inclusive veio de uma marca de salsichas que utilizava a nomenclatura da espécie em suas mercadorias.

Gênese e História do cachorro da raça Dachshund

Esta é uma raça bastante antiga que de acordo com alguns historiadores datam mais de 5.000 anos, uma vez que foram encontradas várias figuras iguais a ela em tumbas de faraós. Em contrapartida, sabe-se que o Teckel foi desenvolvido em sua forma moderna nas terras alemãs.
Naquele tempo, os alemães procuravam um cachorro que fosse ágil o suficiente, pequenino e resistente a fim de que pudesse penetrar em esconderijos de texugos, lebres e coelhos. Como resultado teve 9 diversos tipos que foram levados para a Inglaterra e fizeram parte da realeza da Inglaterra, o que tornou o cachorro da espécie inclusive mais comum.
Seu corpo, atualmente, não é avaliado pelo peso, entretanto pelo perímetro de seu tórax, segundo os órgãos mundiais encarregados pela especificação e pelos cuidados desses animais de puro sangue.
Há duas hipóteses sobre como os critérios da raça Teckel despontaram. Uma delas argumenta que os cachorros da raça produziam eventualmente filhotinhos que tinham um pelo ligeiramente mais extenso do que seus antecessores. Por uma escolha realizada através de seleção de raça, outros cachorros com o mesmo semblante eram produzidos. Outra teoria é que o padrão do cachorro de pelos compridos poderia ter sido desenvolvido com base em um cruzamento de cães de pelo sedoso com cachorros de vários lugares e Spaniels.
O cão de pelagem comprida foi o último a se desenvolver sendo originado no término dos anos 1800. Existe a chance ainda de terem misturas com cachorros, por exemplo: Schnauzer, o Dandie Dinmont Terrier.

Aspectos Físicos do cachorro da espécie Dachshund

guia-dachshund O Teckel, ou Dachshund é um genuíno caçador de toca. Munido de um faro superfino, o qual lhe permite acompanhar a mais sutis das pistas, o Dachshund tem o costume de alcançar a toca e invadir audaciosamente nela, agredindo o adversário que se escondeu.
Provido de propriedades psíquicas e tipo físico muito único, por exemplo seu típico corpo longo e pernas muito curtas, a cinofilia destinou um grupo canino exclusivamente para essa raça.
O Dachshund é um cachorro de membros curtos, corpo longo, de aspecto vigoroso e musculatura sólida. Demonstra uma postura ativa do crânio e fisionomia sempre inteligente. Apesar da desproporção entre o corpo extenso e o suas patas curtas, o Dachshund não parece desprovido de graça, pesado ou de movimentações limitadas. Os olhos da raça apresentam tamanho médio, coloração escura, forma ovalada, posicionados na parte lateral, com expressão sagaz, intensa e piedosa, sem olhar fixo.
Há três tipos de pelagem a saber para a espécie: pelo estreito, pelo endurecido e pelo comprido. De menor porte, os tamanhos admitidos para a raça Dachshund também são 3: tamanho normal (até 9 kg); Nanico (com circunferência torácica até trinta e cinco centímetros aos quinze meses) e Kaninchen (com circunferência torácica máxima de 30 cm aos 15 meses).

Comportamento do cão Dachshund

Se no começo o Dachshund era um intenso e audacioso predador, hoje em dia deixou à parte boa parte de suas antigas funções e tornou-se em cachorro de companhia. Em razão do seu comprimento, é uma perfeita opção a quem mora em edifícios, especialmente, porque aprende com naturalidade os hábitos de higiene. Adequa-se tranquilamente a locais pequenos e não é do tipo destrutivo.
Inteligente, arteiro e muito custoso, o Dachshund é um ótimo cachorro vigia. Sempre alerta, a um simples sinal de proximidade de pessoas desconhecidas, ladra muito. É um excelente parceiro para criancinhas e brinca também depois de velho. Convive de forma calma com os demais animais e cães, porém não foge de uma briga se for instigado.
Determinados produtores afirmam que há diferenças de costumes consoante o tipo de pelagem, de maneira que os com pequenos pelos poderiam ser mais tratáveis e os pelos duros mais agitados e, até mesmo, relativamente mais violentos, contudo isso não é ratificado, nem sequer consta do parâmetro da raça.
Outra particularidade da espécie é sua independência, o que lhe valeu reputação de rebelde. No relacionamento em família é um ótimo companheiro, gosta e respeita a todos, todavia dedica-se a apenas uma pessoa que escolhe como proprietário.

Vantagens de possuir um cachorro da raça Dachshund

Não interessa o seu porte, Dachshunds são uma aquisição maravilhosa para todos os membros da família, é por causa disso que eles estão quase na primeira posição como cães mais afamados desde os anos 1950. Sua encantadora aparência e disposição vívida tem inspirado vários apelidos carinhosos para a espécie, compreendendo Cachorro-Quente, Cão Salsicha, Doxie, Dashie e, especialmente na Alemanha, Teckels, Dachels ou Dachsels.
Todavia sua fisionomia foi criada com objetivos muito mais sérios e práticos. Suas pernas curtas lhes permitem cavar e manobrar ao longo de túneis, ao passo que o enorme tórax guarda um coração resistente para a luta. Dachshunds são valentes, mas podem ser um pouco teimosos e ter um espírito independente, principalmente quando caça.
Em sua residência, a natureza lúdica do Dachshund se ressalta. Ele ama ficar próximo de você e “ajudar” a exercer as coisas como amarrar os sapatos. Em função de sua inteligência, ele algumas vezes possui suas ideias próprias a respeito de quais são as regras no momento em que se trata da hora da diversão e essas regras tem a chance de não ser as mesmas que você ou as demais espécies de cães conhecem.

Enfermidades usuais ao cão da raça Dachshund

problemas-dachshund O Dachshund encara certos problemas específicos de raças de cachorros baixos (como o Basset Hound), entre eles propensão à obesidade e problemas de coluna. A obesidade pode ser controlada oferecendo ao cachorro alimentos em porção adequada (procure um médico-veterinário para definir esta medida) e fornecendo uma quantia satisfatória de atividades físicas.
No que se refere aos problemas de coluna, que diversas vezes estão aliados com a obesidade, deve-se impossibilitar que o Dachshund pule de lugares elevados e/ou ande em pisos escorregadios. Entre os mais populares estão a luxação de patela (ruptura de um ou dos dois ligamentos cruzados do joelho), por propensão genética ou por impacto; osteófitos ou bico de papagaio, motivado pelo aumento excessivo do osso nos espaços no meio das vértebras; hérnia de disco – causada pela pressão da medula da coluna pelo atrito incessante no meio das vértebras.
Outro problema comum é a dermatite que pode ser evitada dando banhos somente na ocasião em que for indispensável.

Como tomar conta de um cão da raça Dachshund

Dachshunds possuem um monte de energia e resistência. Eles amam fazer passeios ou brincar ao ar livre com outros cães, assim como apreciam caçar e cavar. Eles inclusive são dinâmicos dentro da residência e podem se adequar bem em pequenos cômodos, contanto que tenham uma quantidade moderada de atividades físicas diárias. Duas caminhadas, duas vezes por dia são o bastante para o porte deste pequenino esportista. Ocasionalmente, quando o tempo for pequeno, um jogo de busca vai atender a sua necessidade de atividade.
Dachshunds podem machucar as costas pulando do sofá para o chão, o adequado é que tenha uma rampa ou degraus e que sejam ensinados a utilizar se quiserem subir no sofá ou na cama. No momento em que você alçar um Dachshund, sempre tenha cuidado em apoiar a sua traseira e seu peito.
É uma raça que precisa de poucos cuidados de limpeza. Eles perdem pelo, mas não tanto. Eles não precisam tomar banho frequentemente. Utilize um pano úmido entre banhos com o intuito de conservá-los limpos. Caso você more em um local que é frio no inverno, seu Dachshund é capaz de carecer de proteção extra na ocasião em que for sair de casa. E esta raça jamais deve viver ao ar livre.

 

Filhotes de cão da raça Dachshund

A média de nascimentos do Dachshund é de dois a dez filhotes, de acordo com o porte da mãe.
Os filhotes carecem de ser educados desde muito cedo para que dono e cachorro sejam capazes de ter uma convivência harmoniosa. É um cão que procura agraciar, contudo tem necessidade de limites claros e, especialmente, precisa compreender quem é que manda. De acordo com os criadores, no que tange o Dachshund a disciplina aumenta com o passar do tempo.
Como todos os cachorros, Dachshunds são capazes de ser destrutivos na ocasião em que filhotinhos. Seja paciente com o filhotinho dessa raça e mostre o lugar certo para fazer suas necessidades, constantemente elogiando e dando gratificações no sentido de incitar o comportamento certo.

Os comentários estão encerrados.